Quando devo trocar o óleo do carro?

Mesmo depois de todo avanço tecnológico dos automóveis ao longo dos anos, o óleo lubrificante continua sendo essencial para o funcionamento dos motores a combustão. O item é responsável pela proteção dos componentes internos do motor, ele diminui o atrito entre as peças e consequentemente o seu desgaste, e exige a atenção do motorista em relação aos prazos de troca e especificações, que podem ser alterados devido a fatores como tempo de uso do lubrificante e perfil de rodagem do veículo.

Tipos de óleo

Existem tipos diferentes de lubrificantes para motores no mercado. Além de características como viscosidade, o processo de produção deles também pode ser diferente. Atualmente no Brasil os óleos para motores são divididos em três categorias: minerais (obtidos através da destilação do petróleo), sintéticos (produtos de reações químicas que transformam refinados de petróleo convencionais em lubrificantes) e semissintéticos (resultado da mistura entre óleos sintéticos e minerais).

Segundo o fabricante de lubrificantes Texaco, os óleos sintéticos são os que tem maior resistência ao envelhecimento, geram menos borra, e conseguem preservar suas características mesmo em situações severas de uso. Eles são fundamentais para os motores atuais de alto desempenho.

A vantagem dos óleos minerais é o custo mais baixo e o fato de atenderem as especificações de veículos mais antigos. Mas eles perdem suas propriedades mais rapidamente. Já os óleos semissintéticos são um meio termo, tem um custo mais baixo que os óleos sintéticos puros, mas a qualidade é superior aos óleos “100%” minerais.

Recomendações do fabricante

Diferente do que a maioria pensa, somente a trocar um lubrificante mineral por um sintético não irá alterar os prazos para a substituição do óleo do carro. A troca do óleo deve sempre seguir os limites determinados pela montadora para cada modelo e motorização.

O motorista pode até colocar um lubrificante melhor do que o escolhido pelo fabricante, isso irá fazer com que o motor de seu veículo fique mais protegido e com funcionamento mais suave. Mas não é recomendado prolongar os prazos de troca, por isso, é importante consultar o manual do proprietário ou de manutenção do veículo, para saber exatamente o que ele precisa.

Quando devo trocar o óleo?

Os fabricantes de automóveis normalmente estabelecem uma rotina de manutenção mais rigorosa para veículos que passam pelo que é definido como uso severo, que são carros que trafegam na maioria do tempo em trânsito lento e rodam menos de 10 km por dia, além dos veículos que são empregados continuamente com carga máxima ou em áreas com muita poeira.

Essas condições afetam diretamente os prazos de troca do óleo do motor. A Volkswagen, por exemplo, determina no manual do Gol que o óleo seja trocado a cada 5.000 km ou em caso de uso severo, a cada 6 meses, metade do tempo e da quilometragem que é recomendada para o uso normal. Isso ocorre por conta da contaminação com os resíduos internos do motor, e também com o tempo de uso do lubrificante.

O óleo vai perdendo as suas qualidades lubrificantes e, no limite, isso gera a transformação do lubrificante em uma espécie de graxa, que estimula o entupimento dos dutos internos do motor e afeta o funcionamento do conjunto, podendo resultar até no travamento por falta de lubrificação.

Troca de óleo por sucção e por drenagem

Existem atualmente duas técnicas para fazer a troca de óleo do motor, a tradicional, em que o parafuso do bujão do cárter é solto para que o óleo escorra. E a por sucção, em que o lubrificante é sugado por uma máquina a partir do tubo-guia da vareta de medição.

A troca por sucção, além de ser mais rápida, tem a vantagem de que ela dispensa a retirada do parafuso do bujão ou até mesmo do protetor de cárter, que em alguns casos bloqueia o acesso ao bujão do cárter. Por outro lado, o operador precisa ter o conhecimento necessário para garantir que todo lubrificante velho seja retirado, evitando assim a contaminação do óleo novo.

Direção Defensiva

O Curso de Direção Defensiva do IBACBRASIL – Cursos de Trânsito possui certificado e é indicado para todos os condutores de qualquer categoria que desejam aperfeiçoar seus conhecimentos sobre trânsito e técnicas de Direção. 100% online, o conteúdo fica disponível 24h por dia e ainda conta com monitores especializados para auxílio aos alunos. Clique Aqui e garanta já o seu Curso de Direção Defensiva. E você gestor, aproveite e ofereça essa oportunidade de atualização profissional para o seu time de motoristas.

Fonte: InstaCarro

Escrito por: Larissa Scramin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ESTÁ COM ALGUMA DÚVIDA?

0800 400 2107 ou contato@cursosdetransito.com.br
De segunda-feira a sexta-feira, das 08h30 às 21h00. Sábado, das 09h00 às 12h00 e das 13h00 às 18h00.  Exceto Feriados.

Cursos de Trânsito e os cookies a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.