Educação no Trânsito para o Pedestre

Quem faz parte do trânsito?

Quando se fala em trânsito, muitas pessoas já pensam em carros, motos, ônibus, caminhões e engarrafamentos.  Na verdade o trânsito é definido como “conjunto de todos os deslocamentos de pessoas e veículos nas vias públicas, regulados por uma série de normas que visam garantir a integridade de seus participantes” (Rozestratren, 1988). Ou seja, o contexto de trânsito vai muito além do veículo, ele é feito por pessoas em deslocamento (motorizadas ou não), dividindo um espaço em comum.

Esta divisão de espaço, nem sempre é entendida de maneira compartilhada. O que se costuma ver é  uma disputa por espaço, onde prevalece (erroneamente) a lei do mais forte. No entanto, condutores de veículos devem proteger os pedestres, pois segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o maior sempre cuida do menor.

Motoristas também são Pedestres

Motoristas também são pedestres!
Motoristas também são pedestres!

Muito antes de se tornar motorista, o cidadão é pedestre. E mesmo depois de ter garantido a concessão para conduzir um veículo, continua sendo pedestre em determinados momentos. O motorista torna-se pedestre quando estaciona seu veículo e caminha até o local desejado, o ciclista e o motociclista tornam-se pedestres ao descer da bicicleta/motocicleta para chegar ao seu destino.

Os pedestres fazem parte de um grupo que abrange, em algum momento, todos os usuários do sistema de trânsito e representam hoje o grupo de maior risco em caso de colisões, pois estão em maior exposição e, por não terem nenhum dispositivo de proteção, podem se machucar com maior gravidade.

Vulnerabilidade do pedestre

Na eventualidade de atropelamentos, crianças e idosos são mais vulneráveis devido às suas condições físicas. Já os adolescentes possuem a tendência de subestimar o perigo e arriscam-se mais. É muito comum observar pedestres, em sua maioria os mais jovens, andando na pista de rolamento em grupos, distraídos, utilizando fones de ouvido ou digitando no celular enquanto se locomovem.

De acordo com um levantamento de 2015 da Organização Mundial da Saúde (OMS), as principais causas de morte entre adolescentes de 10 a 19 anos são: acidentes de trânsito, infecções respiratórias, suicídio, doenças diarreicas e afogamento (nesta ordem).

Em 2010, o Mapa da violência já havia registrado 41 mil mortes em eventos de trânsito no Brasil, sendo que os pedestres representaram 29,1% dessas mortes.

Por ser parte integrante do sistema viário, os pedestres devem obedecer as regras de circulação. Comportamentos que comprometam a própria segurança e atrapalham o fluxo de veículos são proibidos, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por isso, ao atravessar a rua é necessário que o pedestre tome certas precauções para diminuir o conflito com os veículos, utilizando sempre as faixas de segurança ou passagens destinadas para esta finalidade.

A adoção de comportamentos prudentes, com respeito à sinalização, atenção e cuidado quando estiver em locomoção ou travessia são fundamentais para garantir a segurança de todos.

As Regras de Sobrevivência do Pedestre

Regras de circulação são importantes para pedestres
Regras de circulação são importantes para pedestres

A Associação Brasileira de Pedestres (ABRASPE) listou 11 itens que podem ser considerados como “regras de sobrevivência do pedestre”:

  1. ANDE SEMPRE PELA CALÇADA, OU PELO ACOSTAMENTO, ATÉ ENCONTRAR UM LUGAR SEGURO E COM BOA VISIBILIDADE PARA CRUZAR A VIA;
  2. EVITE ANDAR PELO MEIO FIO PARA NÃO SER ATINGIDO POR ACESSÓRIOS LATERAIS DO VEÍCULO OU AO PERDER O EQUILÍBRIO SE EXPOR AO TRÂNSITO DE VEÍCULOS;
  3. RESPEITE O SINAL E USE AS FAIXAS DE PEDESTRES, OU AS PASSARELAS, QUANDO POSSÍVEL, PORÉM NÃO CONFIE CEGAMENTE NA SINALIZAÇÃO, OBSERVANDO SE OS VEÍCULOS ESTÃO PARADOS, OU QUASE PARANDO, ANTES DE ATRAVESSAR;
  4. PARE, ESCUTE E OLHE DOS DOIS LADOS ANTES DE ATRAVESSAR EM LOCAIS SEM SINALIZAÇÃO, PERMANECENDO NA CALÇADA, OU NO ACOSTAMENTO, ATÉ VERIFICAR QUE PODE CRUZAR A VIA COM SEGURANÇA;
  5. PEÇA AJUDA AO SENTIR-SE INSEGURO PARA ATRAVESSAR;
  6. PENSE ANTES DE ATRAVESSAR: NÃO SIGA OUTRAS PESSOAS, ACHANDO QUE ELAS SÃO ESPERTAS E SABEM O QUE FAZEM;
  7. EVITE ATRAVESSAR JUNTO A VEÍCULOS ESTACIONADOS;
  8. ATRAVESSE EM TRAJETÓRIA PERPENDICULAR À VIA, NUNCA EM DIAGONAL, MANTENDO-SE ATENTO AO TRÂNSITO ATÉ ALCANÇAR O OUTRO LADO E, CASO SINTASE INSEGURO, LEVANTE O BRAÇO COM A PALMA DA MÃO VOLTADA PARA OS MOTORISTAS;
  9. USE MATERIAL RETRO-REFLETIVO QUANDO ANDAR À NOITE, POIS O MOTORISTA NÃO VÊ O PEDESTRE A TEMPO DE PARAR, SE NECESSÁRIO, ESPECIALMENTE EM AVENIDAS DE TRÂNSITO RÁPIDO, ESTRADAS E RODOVIAS;
  10. AJUDE CRIANÇAS, IDOSOS E PESSOAS QUE APRESENTEM DIFICULDADES EM ANDAR A ATRAVESSAR A VIA, LEVANTANDO O BRAÇO DURANTE A TRAVESSIA, POIS SUA RESPONSABILIDADE É MUITO GRANDE NESSE CASO;
  11. CAMINHE PELO ACOSTAMENTO OU, QUANDO NÃO HOUVER, NOS BORDOS DA PISTA EM FILA ÚNICA, TANTO NAS ESTRADAS E RODOVIAS, COMO EM RUAS SEM CALÇADAS, SEMPRE DE FRENTE PARA OS VEÍCULOS, AINDA QUE AS LUZES O INCOMODEM.

Como se pode observar, são regras bastante simples que podem evitar que você entre nas estatísticas dos acidentes de trânsito. Por isso não custa compartilhar a ideia com os amigos!

Direitos do PedestreAssustar-ou-apressar-pedestre

 Assustar ou apressar um pedestre durante uma travessia já iniciada de forma intencional, independente do semáforo, acelerando ou avançando com o carro em sua direção é uma infração gravíssima prevista no Artigo 170 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O motorista que for pego ameaçando pedestres que estejam atravessando a via será autuado com infração gravíssima. A multa é de R$293,47, e é feito o recolhimento do documento de habilitação. Isso significa que o motorista vai ter seu direito de dirigir Suspenso e deverá passar pelo curso de Reciclagem de Condutores, conforme previsto do artigo 261 do CTB.

Se um pedestre está atravessando a rua pela faixa de pedestres o motorista deverá dar a preferencia. Caso acelere o carro, esta conduta poderá ser enquadrada como uma infração pelo art. 170 do CTB. A principal penalidade neste caso não é a multa ou os pontos na carteira, e sim a suspensão do direito de dirigir.

Quer acompanhar mais dicas de Trânsito?

Curta a página do Cursos de Trânsito no Facebook clicando aqui!

Por: Josiane Krupiniski e Amanda Silva

Um comentário em "Educação no Trânsito para o Pedestre"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ESTÁ COM ALGUMA DÚVIDA?

0800 400 2107 ou contato@cursosdetransito.com.br
De segunda-feira a sexta-feira, das 08h00 às 21h00. Sábado, das 09h00 às 12h00 e das 13h00 às 18h00.  Exceto Feriados.